LilySlim - Weight loss

Minha Família...


quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Almoço 03/11/2010

Hoje pisei na bola.
Infelizmente!!!
Fui a Ribeirão Preto, buscar o remédio do meu filho, aproveitei passei no Shopping e fui eu almoçar.
O mês passado levei uma amiga comigo e ela pediu esse prato e eu achei que poderia estar gostoso.
Lá eu costumo comer em um restaurante Chinês por kg, e sempre pego um pouquinho de cada coisa e como que é uma delicia.
Mas pelos olhos e pela cabeça de GORDA, hoje resolvi pedir esse prato (não deu para postar, o servidor não aceita a imagem). Tinha:
Arroz branco uma porção,
Filé de frango grelhado (um bife grande);
5 pedaços de brócolis e agora a 'perdição',
1 porção pequena de batata frita(não precisava)e
1 porção de maionese de batata(também não precisava).
Acontece que depois da cirurgia, eu tenho um tal de "Dumping Tardio".
O que é isso:
A síndrome de dumping é uma resposta fisiológica devida à presença de grandes quantidades de alimentos sólidos ou líquidos na porção proximal do intestino delgado. A causa dessa síndrome é o rápido esvaziamento gástrico que pode se seguir à gastrectomia total ou subtotal, a manipulação pilórica, resultando em perda da regulação normal do esvaziamento gástrico e das respostas gastrointestinais e sistêmicas diante de uma refeição. Esse rápido esvaziamento gástrico pode refletir em liberação inapropriada de hormônios intestinais, que propiciam os sintomas gastrointestinais, como plenitude e distensão gástrica, dor abdominal, diarréia, sudorese, taquicardia, dentre outros. Esses sintomas podem aparecer rapidamente, dentro de 10 a 30 minutos após a refeição (precoce), ou cerca de duas a três horas depois (tardio).
O rápido esvaziamento gástrico leva a maior oferta de carboidratos ao intestino delgado proximal, pois a glicose (forma simples do carboidrato) é rapidamente absorvida. Por isso, os pacientes predispostos devem ter alguns cuidados, como: reduzir o consumo de carboidratos na dieta; realizar pequenas refeições; evitar a ingestão de líquidos durante as refeições, dentre outros. A suplementação de fibras pode retardar a absorção de carboidratos e reduzir a carga glicêmica e, conseqüentemente, reduzir a resposta insulínica.
Pois é sofro disso aí!
Almocei por volta de 13:30h. Cheguei em casa às 17:40h.
Veio o efeito colateral de tantos carboidratos. Tive sudorese, dor de cabeça, minhas vistas ficaram turvas, minhas pernas ficaram bambas e por fim VOMITEI.
Muito feio isso, eu sei.
Mas ainda vou aprender, não misturar tantos carboidratos em uma única refeição.
Ainda tinha a maionese, Meu Deus, Eu AMO.
Mas também estou aprendendo que não posso. Segunda vez que como maionese e passo mal.
Durante esses 4 meses de gastroplastizada, vomitei 4 vezes. Coisa mais FEIA!
E tudo por ter cabeça de GORDA!
A 1ª vez foi com 30 dias de operada. No dia em que voltei a comer sólidos.
Quase morri. No outro dia liguei para a nutri e ela me tranqüilizou. Pediu para comer devagar e mastigar bem os alimentos, e tentar não vomitar mais, porque isso pode virar habito para quem faz à bariátrica. Continuei fazendo como ela mandou e nunca mais vomitei por esta causa.
A 2ª vez foi porque comi um cuscuz nordestino (outra coisa que amo), com atum, que estava na geladeira não sei há quanto tempo. Também não posso comer nada esquentado, tipo comida que fica na geladeira, porque meu estomagozinho e meu intestino são novinhos e não agüentam mesmo comida velha.
A 3ª vez foi porque fui a uma lanchonete e pedi um suco de laranja, pensei que viria um copo, mas veio um litro de suco e acreditem tomei tudo. Sai de lá já passando mal.
E a 4ª vez foi hoje.
Agora estou com dor de cabeça e nem pensando em jantar.
Nossa já escrevi demais.
Amanhã conto se jantei ou não.
Beijos da Futura Magra.

Nenhum comentário: